Porque é que a Índia e o Bangladesh têm a fronteira mais louca do mundo


O ANO de 2015 marcou um divisor de águas nos anais da geográfica bizarra. Em 31 de julho, Índia e Bangladesh trocaram 162 parcelas de terra, cada uma das quais se encontrava do lado errado da fronteira entre a Índia e o Bangladesh no dia 6 de junho. Os territórios ao longo da fronteira mais louca do mundo incluíam a pièce de résistance daquela estranha geografia: o único “contra-contra-enclave” do mundo: um pedaço da Índia cercado por território de Bangladesh, dentro de um enclave indiano dentro de Bangladesh. Como é que os enclaves surgiram?



A Índia e o Bangladesh compartilham uma fronteira de 4.100 km, desenhada apressadamente em torno de um dos lugares mais densamente povoados do planeta em 1947. Devido aos intermináveis ziguezague, eles constituem a quinta fronteira mais longa do mundo. As parcelas trocadas foram 111 enclaves de Bangladesh e 51 indianos agrupados em ambos os lados da fronteira de Bangladesh com o distrito de Cooch Behar, no estado indiano de Bengala Ocidental. Os enclaves são invisíveis na maioria dos mapas; a maioria deles também é invisível no chão. Mas eles se tornaram um problema evidente para seus cerca de 50.000 habitantes com o surgimento dos controles de passaporte e visto. A Índia e o Bangladesh independentes – partes do Paquistão até 1971 – recusaram-se a permitir que o outro administrasse seus exclaves, deixando seu povo efetivamente apátrida,


Diz a lenda que os enclaves foram formados como resultado de uma série de jogos de xadrez disputados entre dois marajás séculos atrás (os pedaços de terra eram usados como apostas). Posteriormente, eles foram atribuídos a um oficial britânico bêbado que supostamente derramou gostas de tinta no mapa ao desenhar a fronteira Índia-Paquistão em 1947. De acordo com Reece Jones, um geógrafo político, as parcelas foram cortadas de territórios maiores por tratados assinados em 1711 e 1713 entre o marajá de Cooch Behar e o imperador mogol em Delhi, pondo fim a uma série de guerras menores. Os exércitos mantinham o território que controlavam, os habitantes pagavam impostos aos seus respectivos governantes feudais e as pessoas moviam-se livremente por uma colcha de retalhos padronizada pela guerra feudal. Cinquenta anos depois, os esforços da Companhia Britânica das Índias Orientais para arrumar o confuso mapa falharam quando seus moradores optaram por ficar.


Foi a partição, a divisão da Índia e do Paquistão, que transformou os enclaves em terra de ninguém. O marajá hindu de Cooch Behar escolheu se juntar à Índia em 1949 e trouxe consigo as possessões ex-Mogol e ex-Britânicas que herdou. Enclaves do outro lado da nova fronteira foram engolidos (mas não digeridos) pelo Paquistão Oriental, que mais tarde se tornou Bangladesh. Só em 1974 é que os dois países concordaram em primeiro lugar em reparar esta zona fronteiriça de loucos. A Índia concordou em renunciar à compensação por uma perda líquida de território que é de aproximadamente metade do tamanho da ilha de Hong Kong (ou 2.000 estádios de críquete). Mas governos fracos e o nacionalismo frustraram o progresso da Índia. Em maio de 2015, 41 anos mais tarde, o seu parlamento aprovou finalmente uma emenda constitucional necessária para ceder terras a Bangladesh e resolver a anomalia.


A eliminação dos enclaves teve três efeitos principais. O primeiro foi sentido principalmente pelos residentes, que agora podem escolher qual o país aderir, adquirindo benefícios de cidadania no processo. O processo permitiu que a Índia e o Bangladesh se concentrassem em assuntos mais importantes. Finalmente, ao desaparecerem das terras fronteiriças de Bengala, os enclaves do mundo deram um salto voador em direção à extinção. Desde 2015, existem 49 manchas extraterritoriais no mundo todo, principalmente na Europa Ocidental e na periferia da antiga União Soviética. A maioria dos enclaves do mundo irão desaparecer da noite para o dia.

#curiosidadescartograficas







Fonte: https://www.economist.com/the-economist-explains/2015/06/24/why-india-and-bangladesh-have-the-worlds-craziest-border


Publicado na Página Curiosidades Cartográficas do Facebook em: https://www.facebook.com/curiosidadescartograficas/posts/pfbid0xyRZBgWaMg99dJdMBiWf28ce5H3o7TRUp6nG6jdsKBVUDKxXZq3KCGJN7LYc4fFBl



20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo